Num confronto extremamente equilibrado, com chances de gols e atuação do VAR, Red Bull Bragantino e Atlético-MG empataram por 1 a 1, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, em duelo antecipado da sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Ytalo e Nacho Fernández marcaram os gols da partida.

O empate não foi bom negócio para nenhum dos times, que seguem fora do G4 – grupo de classificação à Copa Libertadores. Ambos somam nove pontos, mas o Red Bull Bragantino é o quinto e o Atlético-MG o sexto pelo número de saldo de gols: 4 a 2.

O confronto colocou frente a frente o atual campeão brasileiro, Atlético-MG, contra os jovens talentosos do Red Bull Bragantino, ingredientes que confirmaram a expectativa de uma partida aberta e com chances dos dois lados.

MUITO AGITADO

O primeiro tempo foi movimentado e com os times procurando o ataque. Logo aos dez minutos, Guilherme Arana cobrou falta e Eduardo Sasha finalizou rente a trave do goleiro Cleiton. Só que o Red Bull Bragantino respondeu com gol aos 12, quando Artur cruzou e Ytalo desviou no contrapé de Everson.

Atrás no placar, o Atlético-MG buscou a igualdade e deu esperanças ao seu torcedor. Aos 18, após confusão na área, Guilherme Arana finalizou para o gol sem goleiro, contudo, Léo Ortiz tirou a bola com o braço em cima da linha, com a arbitragem assinalando pênalti para os mineiros.

A arbitragem não só marcou o pênalti, como também expulsou o zagueiro do Red Bull Bragantino. O que o torcedor do Atlético-MG não esperava, é que o lance fosse revisado pelo VAR e a arbitragem flagrado Arana em posição irregular, fazendo com que o árbitro anulasse pênalti e a expulsão.

A atuação do VAR ‘aqueceu’ ainda mais o confronto, com os times atuando em ritmo acelerado com a bola nos pés. Aos 30, Sorriso quase conseguiu completar cruzamento de Eric Ramires, enquanto o Atlético-MG assustou aos 38, em finalização de Allan que Cleiton fez grande defesa.

GALO MELHOR E EMPATE MERECIDO

No segundo tempo, o Atlético-MG impôs ritmo mais forte e pressionou o Red Bull Bragantino. Melhor em campo, os visitantes alcançaram o empate aos 20 minutos. Em cobrança de falta ensaiada, Nacho Fernández acertou o canto esquerdo, sem chances de reação para o goleiro Cleiton.

O empate animou o Atlético-MG, que poderia ter virado a partida aos 29 minutos, quando Nacho Fernández recebeu ótimo passe de Sasha e finalizou em cima de Cleiton. O Red Bull Bragantino sentiu a superioridade do rival, se fechou na defesa e ainda viu Eduardo Sasha perder gol incrível aos 42, mantendo a igualdade até o apito final.

PRÓXIMOS JOGOS

O Red Bull Bragantino volta a campo no sábado para enfrentar o Palmeiras, às 16h30, no Allianz Parque, em São Paulo. No mesmo dia o Atlético-MG receberá o Atlético-GO, às 19 horas, na Arena Independência, em Belo Horizonte.


Por: Agência Futebol Interior